Manejo

Manejo do frango Caipira:

O manejo do frango caipira, vai depender do nível tecnológico e da condição de cada produtor. Algumas condições básicas de criação são essenciais: Tomar cuidado para que na chegada dos pintinhos caipira o galpão esteja limpo, desinfetado, com os círculos de proteção montados, e que os comedouros e bebedouros estejam distribuídos, além das campânulas pré aquecidas, garantindo uma temperatura adequada.

Recomenda-se que toda a água consumida pelas pintinhos, desde o primeiro dia, sejam cloradas ( ideal no bebedouro – 3 a 5 ppm ), o cloro age como desinfetante para destruir ou dificultar o desenvolvimento de microorganismos patogênicos, algas e bactérias, além de funcionar como antioxidante.

A água é de suma importância no manejo das pintinhos caipira representa cerca de 70 a 80% do corpo das aves jovens e 55 a 70% do corpo de uma ave adulta. Em uma dieta de um frango, a água corresponde de duas a três vezes do alimento ingerido.

Nos primeiros trinta dias, as aves podem ser alojadas em pinteiros ou criadas diretamente nos galpões, de acordo com a possibilidade do avicultor.

Todos os dias se deve fazer uma vistoria no pinteiro ou no galpão, observando se existem aves mortas ou mesmo aleijadas que devem ser retiradas e levadas para fossas sépticas; composteira ou incineradas.

A partir do 15° dia, pode-se permitir o acesso dos pintos caipira ao material verde picado, substituindo-se os comedouros infantis pelos que ficarão até o final do lote.

A partir dos 21° dias de idade, os pintos caipira podem ser liberados pela manhã para um passeio no piquete e à tarde devem ser recolhidos para evitar problemas com predadores.

A densidade ideal para frangos caipira no galpão é de 10 aves/m² e nos piquetes é de 01 aves / 3 m².

Para o frango caipira, por ser uma ave destinada ao abate com idade mais avançada, recomenda-se o fornecimento somente de luz natural, evitando-se assim o seu crescimento muito acelerado e o aumento de mortalidade.

No manejo do frango caipira precisa, portanto, de pessoas capazes e responsáveis, que possam atender, da melhor maneira possível, os pintinhos, oferecendo-lhes o máximo conforto para conseguir o melhor resultado possível, capaz de trazer um lucro satisfatório para todos.